quarta-feira, 15 de abril de 2009

militantes históricos expulsos
PSTU
perde quase metade dos seus militantesEles foram acusados de se "burocratizar" dentro dos sindicatos e intimados a se desligarem das diretorias, mas preferiram deixar o partido.Por Luana FerreiraTamanho do texto: A ImprimirO PSTU perdeu 20 dos cerca de 50 militantes que mantinha no estado por divergências em relação ao controle dos sindicatos. Ele foi fundado em 1994 em Natal e não possui prefeitos, deputados ou vereadores no Rio Grande do Norte.Em março, seis dos membros do PSTU que eram também diretores dos sindicatos da Saúde, Bancários e dos Servidores Federais receberam um ultimato do PSTU nacional para que deixassem os cargos, sob pena de serem expulsos do partido.Eles faziam parte, com mais 14 militantes, da Regional 2, grupo liderado por Sônia Godeiro, que já foi candidata a governadora e constitui, junto com Dário Barbosa (da Regional 1), a "cara" do PSTU no Rio Grande do Norte.Como não concordaram com o desligamento dos sindicatos, todos os 20 militantes da Regional 2 se afastaram do partido e a facção se acabou. O partido estava dividido em duas regionais há um ano, mas a divisão interna já existia, segundo os militantes, desde 2 000."Eles queriam que a gente comungasse com todos as ideias do partido, e o sindicato é algo maior, que abriga trabalhadores com várias ideologias, inclusive de outros partidos", afirmou Sônia Goderio durante uma coletiva que a ex-Regional 2 convocou na manhã desta quarta-feira (15).Outra queixa dos sindicalistas seria a atitude centralizadora da Executiva Nacional frente às discussões internas do partido. "A democracia dentro do partido se acabou", lamentou Marcos Tinôco, do SindBancários."Os dirigentes começaram a exercer uma relação de autoritarismo e posse nos sindicatos e deixaram de lado as questões políticas", afirmou por telefone, ao Nominuto.com, Dário Barbosa, presidente do diretório estadual e líder da Regional 1. Ele acusou os ex-companheiros, muitos deles há vários anos na direção dos sindicatos, de se "degenerarem" politicamente e se "burocratizarem" dentro das diretorias.Para Dário Barbosa, que concorda com a decisão da Executiva Nacional, os militantes deveriam, sim, comungar com as ideias dos partidos. "Caso algum deles se elegesse vereador, como se comportariam nas votações?", perguntou."Eles agem assim porque não dirigem nada. São oposição a vida inteira", acusou Marcos Tinôco. Os ex-PSTU confirmaram que continuarão na luta sindical mas não consideram, ainda, o ingresso em outra legenda. "Eles podem tirar a sigla do PSTU de nós, mas não vão tirar nossa ideologia", resumiu o sentimento do grupo Gizélia Rocha, do SintSet (Servidores Federais). Partido expulsa seis em NatalPostado no dia 14/04/2009 18:22:00O

Comitê Executivo Nacional do Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU) expulsou seis integrantes do partido em Natal, sendo três do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do RN (Sindsaúde), Wilson Farias, Valério Fonseca e Sônia Godeiro (presidente do Sindicato), dois do SindBancários, Juvêncio Hemetério e Marcos Tinôco, e Gisélia Rocha, representante do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no RN (SintSef). Segundo o assessor do Sindsaúde, Rafael Duarte, a expulsão dos militantes deu-se a partir de divergências de organização e administração no partido. Outros 13 militantes resolveram romper com o PSTU em solidariedade aos colegas. Os ex-integrantes do partido concederão uma entrevista coletiva nesta quarta (15), a partir das 10h, na antiga sede da PSTU, localizado na rua Gonçalves Lêdo, onde explicarão com mais detalhes os motivos do rompimento. Com informações do DN Online EXPULSÃOPSTU expulsa Sônia Godeiro e mais cincoOutros 13 militantes, em solidariedade, também decidiram romper com o Partido Ex-integrantes do PSTU, expulsos do partido, concedem entrevista coletiva nesta quarta-feira, 15 de abril, a partir das 10h, na antiga sede do PSTU, localizada na rua Gonçalves Lêdo, em frente ao Bardallo´s (por trás da loja de departamentos Leader), para explicar os motivos do rompimento com o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado (PSTU).

A direção nacional do PSTU expulsou seis militantes do partido em Natal ligados a três grandes sindicatos do RN. Os sindicalistas Sônia Godeiro e Wilson Farias, do Sindsaúde, Juvêncio Hemetério e Marcos Tinôco, do SindBancários, Gisélia Rocha, do SintSef e Valério Fonseca, advogado e assessor jurídico do Sindsaúde foram obrigados a deixar as funções em seus respectivos Sindicatos, onde foram eleitos democraticamente pela categoria, caso quisessem continuar nos quadros do partido. Os sindicalistas, que fundaram o PSTU no RN, não aceitaram a imposição autoritária e truculenta do partido, que sequer deu direito de defesa aos militantes, e optaram por deixar a sigla. //15.04 A+ A-Publicado às 01:26
Sônia Godeiro e outros sindicalistas são expulsos do PSTU
A cara do PSTU...Pois não é que a sindicalista Sônia Godeiro foi expulsa do partido?Ela e outros colegas sindicalistas...Wilson Farias, do Sindsaúde; Juvêncio Hemetério e Marcos Tinôco, do SindBancários; Gisélia Rocha, do SintSef; e Valério Fonseca, advogado e assessor jurídico do Sindsaúde.Os militantes foram expulsos pela direção nacional do PSTU, que condicionou a permanência dos mesmos no partido, à saída deles dos cargos que ocupam nos sindicatos.Fundadores do PSTU no RN, os sindicalistas não aceitaram a imposição considerada por eles, "autoritária e truculenta" do partido.Outros 13 militantes, em solidariedade, também decidiram romper com o PSTU.Os expulsos concederão entrevista coletiva hoje, às 10 horas, na antiga sede do partido, na rua Gonçalves ledo, no centro de Natal.

6 comentários:

SECRETÁRIO DO SINDAS RN disse...

OS MOTIVOS FORAM MUITOS E A DESCULPA QUE O PSTU EXIGIA ISSO EXIGIA AQUILO É TUDO CONVERSA FIADA, POIS FUI DA BASE DO SINDSAÚDE E NUNCA FUI ASSEDIADO A ME FILIAR A PARTIDO ALGUM. MAS SIM PRESENCIEI A ESTRUTURA DO SINDSAÚDE SENDO USADA EM CAMPANHAS ELEITORAIS E COMO PALANQUE POLÍTICO O QUE É PROIBIDO PELA CLT NOS ARTIGOS QUE REGEM OS SINDICATOS.
CONCORDO QUANTO A EXPULSÃO E ACHO QUE REALMENTE FORAM CORRETOS NA ATITUDE, POIS SE UM SINDICALISTA IMPEDE COM SEGURANÇAS A ENTRADA DE UM FILIADO EM UMA ASSEMBLÉIA, LIMITA ALMOÇO DURANTE UMA GREVE E SE RECUSA A DISPOR DE R$ 800,00 PARA REGISTRAR DOCUMENTOS EM PROL DA EFETIVAÇÃO DE 108 AGENTES DE SAÚDE, NAS AÇÕES MOVIDAS PELO SINDSAÚDE ONDE SE RECEBE DA PARTE PERDEDORA 15% DO VALOR DE QUALQUER AÇÃO JUDICIAL E NÃO SE PRESTA CONTA DESSE DINHEIRO E AINDA COBRA DOS FILIADOS 10% DO VALOR DA AÇÃO, ESTÁ SIM INDO DE ENCONTRO A O QUE PREGAM E O PSTU NÃO CONCORDA COM ISSO.MOTIVOS FORAM MUITOS E ESSES FATOS SOMADOS GERARAM A ESPULSÃO.
COSMO MARIZ

SECRETÁRIO DO SINDAS RN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

A ex militante do PSTU Sônia Maria Godeiro, não é o que muitos pensam, sempre usou a estrutura do SINDSAÚDE em favor próprio e chega a usar encanadores pedreiros contratados pelo sindicato para fazer serviços em sua residência.
Tenho conhecimento que entre ela e o Advogado da instituição o também expulso do partido, o Sr. Valério, Fonseca existe um acordo e nas judiciais ações contra prefeituras, estado ou qualquer outra ação movidas pelo sindicato na defesa dos filiados, o advogado recebe 15% de honorários da parte perdedora e desse valor 3% fica com SINDSAÚDE. Mas pra onde está indo esse dinheiro se nunca foi prestado conta dele? será que Sônia sabe?.Além disso, existe outro acordo que além do advogado receber 15% de honorários da parte perdedora ele cobra dos sócios o equivalente a 10%, ou seja, embolsa um total de 25% de honorários num acordo com a direção do SINDSAÚDE, ou melhor, SIND-SÔNIA.

SECRETÁRIO DO SINDAS RN disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PAULO BOCÃO disse...

SOU DE MOSSORÓ E POSSO AFIRMAR QUE A AMIGA SÔNIA É SIM UMA VERDADEIRA GUERREIRA E SEMPRE FOI DE LUTA.MAS INFELIZMENTE DE UM CERTO TEMPO PARA CÁ SE DESVIRTUOU DO MOVIMENTO SINDICAL E ACIMA DE TUDO ACHA QUE O SINDSAÚDE PERTENCE A ELA E NÃO AOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE DO RN.LAMENTAVELMENTE O PARTIDO A EXPULSOU, MAS DE CERTA FORMA DISCORDO E CONCORDO EM PARTE,POIS SE UMA SINDICALISTA AGE SEM DEMOCRACIA,COM AUTORITARISMO E INDIVIDUALISMO ESTÁ INDO DE ENCONTRO AO QUE O PSTU PREGA,PRINCIPALMENTE SE ELA FOI UMA DAS FUNDADORAS DAS IDEOLOGIAS USADAS POR DÉCADAS DENTRO DO PARTIDO.

É LAMENTÁVEL ESSE TIPO DE ATITUDE DE UMA SINDICALISTA TER QUE SER EXPULSA DE UM PARTIDO POR NÃO VIR ATENDENDO AOS PRECEITOS EXIGIDOS POR ELA.DIGO OS PRECEITOS MORAIS E ÉTICOS DE UMA MILITANTE DO PSTU E NADA MAIS.

Anônimo disse...

A expulsão de sonia godeiro e cia. do pstu, foi coisa assim maravilhosa, pois essas pessoas q se dizem revolucionários, nada mais é q senhores(as) q ainda usa o chicote p/ açoitar tanto os filiados, como também os pobres coitados dos diretores do SINDSAÚDE/RN. Os filiados do SINDSAÚDE/RN, como também a CONLUTAS tem o dever de fazer o mesmo em suas respectivas entidades;expulsar a coronel SONIA e cia.