segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Punição

Prefeito Antônio Peixoto pune professores com desconto nos salários

Ao que parece, o prefeito de Ceará-Mirim/RN, Antônio Peixoto (PR), tem apenas um objetivo no comando do governo municipal: piorar a vida da população e dos trabalhadores. Não bastasse abandonar os serviços públicos do município, deixando o povo entregue às baratas, agora o prefeito resolveu punir os professores que fizeram greve no ano passado em defesa da qualidade da educação. No início desta semana, ao receberem seus salários de janeiro, muitos trabalhadores foram surpreendidos com descontos em seus contra-cheques. Em média, os professores tiveram 20 dias descontados. Muitos estão reclamando que os descontos foram maiores do que a quantidade de dias que precisavam repor. Há casos, inclusive, de servidores que tiveram todo o salário descontado.

O prefeito Antônio Peixoto está punindo os trabalhadores que paralisaram suas atividades para protestar contra as péssimas condições da educação pública. Os descontos nos salários estão ocorrendo porque os professores não aceitaram a imposição da Prefeitura de obrigar os servidores a repor suas aulas durante o mês de janeiro. A categoria chegou a apresentar um plano para a reposição das aulas da greve até dezembro do ano passado, mas a Prefeitura não aceitou. Diante de mais esse ataque, fica uma pergunta: quem vai repor as aulas que os estudantes perderam por falta de merenda, de transporte e de condições adequadas nas escolas de Ceará-Mirim?

Para enfrentar a punição aplicada pelo prefeito Antônio Peixoto, a Regional do Sinte no município vai realizar uma reunião com a categoria para discutir ações e organizar a luta. Será na próxima terça-feira, dia 8, às 8 horas, na sede do sindicato.

2 comentários:

Anônimo disse...

É O GERALDO GOMES DA GRANDE NATAL.

coquetelmolotov disse...

Educação é realmente prioridade nesse país?