segunda-feira, 22 de outubro de 2012


Camaradas, atualmente o Piso Nacional do Professor é reajustado pelo custo aluno.E o custo aluno é reajustado todo ano de acordo com o aumento da arrecadação dos impostos que compõem o FUNDEB (diretamente: Imposto de Renda, IPI, IPVA, ICMS, ISS; indiretamente somam-se IPTU, FPM, FPE e mais contrapartida do Governo Federal no caso de provarem ser insuficiente).
Porém com a política Robbin Hood inversa(tirar do Pobre e dar para o Rico; esta nem o Delfim Neto sonharia implementar........; mas lula e Dilma fizeram; morra de inveja FHC e Serra); estou falando da insenção de IPI para carros, geladeiras, motos e etc (só falta para celular, tv e computadores.......).
Estas isenção deixam estados e prefeituras sem recursos para saudar seus compromissos.
Então, calcula-se que em 2013 o custo aluno e consequentemente o Piso aumentariam apenas 5%(abaixo da inflação que será de pelo meno 6.5%).
Desta forma a UNDIME, CNTE e até o CONSEC (Secretários Estaduais de Educação) e também o Sinte-RN propuseram que o Piso seja reajustado por metade do custo aluno do ano anterior(11%) + INPC(6.5% ou mais) totalizando 17% em 2013.
Não se enganem, quando a esmola é grande, o santo desconfia!!
Tal formula é lesiva ao professor pois a partir de 2014 perderemos muito.

Nenhum comentário: